Dolores Bife Sujo e as velhas contrabandistas do Manoel Carlos

Já é a quarta vez que eu vou atravessar o sinal que desemboca na porta do prédio onde eu trabalho e pára uma daquelas coroas arrumadonas mega ricas do Lebronx (Leblon, Le blond, Lebla) atrás de mim, na calçada. Não sei que porra é essa. Eu devo fazer sombra pra elas, só pode ser.

São as coroas “Vó, me engana que tu é tia”, que escondem atrás das plásticas, no mínimo, 20 anos. Mas não é aquela plástica que parece que passaram papel contact não, são plásticas muito bem feitas. Conserto artístico, mesmo.

Daí na velha de hoje me ocorreu um pensamento de novela: Será que elas são cleptomaníacas e ficam atrás de mim pra abrir a minha bolsa/mochila e me roubar? Tem tanto rico roubando por esporte, porra. Ou por talento. Não, por talento são os políticos. Será que eu tenho cara de aviãozinho de Elixir da Longa Vida?

São hipóteses. A próxima que fizer isso vai tomar dura, e ai da BABÁ que intervir. Que porra é essa, minha tia? Qué dinheiro? Qué pão duro?

Eu desconfio de pessoas extremamente arrumadas em passeios matinais. Desconfio também do kit dentadura, laquê e cara torta, e que, pensando bem, daria uma assustadora máscara de serial killer de carnaval carioca.

Te mete com Dolores, la cronista limpa!

1 Comment so far

  1. Nuno Virgílio (unregistered) on August 3rd, 2006 @ 11:31 am

    Hahahahaha… GENIAL!



Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.