Narinha

queria tomar um café
com bananas
em companhia da gioconda
dos subúrbios

lhindonésia

minha parafernália
a minha pilantralha
a minha tropilantra

dia amarelo de verão
céu azul
e meu amor vermelho
por lhindonésia

não vou chateá-la
falando do barquinho
de Ipanema
ou de cinema
novo

morena rosa, boca-de-ouro
mulher amada
maria ninguém
cheirando a abacaxi

encostada ao pau-brasil
me convida para ouvi-la
desafinar uma canção
sobre a tardinha.

Para Nara Leão e Bia Bonduki

2 Comments so far

  1. letícia (unregistered) on September 28th, 2006 @ 11:15 pm

    eu li esse no livro e ADOREI.
    eu adoro a palavra “parafernália”, fiz até uma música.

    bruna, tem um amigo meu querendo comprar o livro. eu li p/ ele alguns, adorou. aliás, tô fazendo propaganda assim.. de 5 em 5 minutos, bicho.

    depois a gente êmiéssieneia, que agora tô de saída.
    beijo, beijo.


  2. maíra (unregistered) on September 29th, 2006 @ 12:43 am

    issé realmente líndio.
    vai bem com os joelhos da homenageada.



Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.