E agora a real e verdadeira origem do dinheiro.

eleicao_dolares.gif
Zé Vendoin e o Coelhinho da Páscoa são cegos e vão se casar. Zé mora em Brasilia e pegou um ônibus na Asa Sul em direção à Copacabana, onde mora o Coelhinho. A passagem era dois reais. Ele então dá ao trocador, também cego, uma nota de um milhão, setecentos e dois reais. O trocador guarda a nota e dá-lhe o troco, de um milhão e setecentos reais, dentro de duas malas pretas. Zé coloca as malas ao seu lado, no banco. Uma velhinha cega entra, em seguida, e vem sentar-se junto a ele. Ao perceber a intenção dela, Zé grita: cuidado com os ovos! São ovos? Pergunta ela? Não, são material de campanha. Ah!… Neste ínterim sobem ao ônibus um americano, um judeu e um japonês, todos casados entre si e cegos. Este ônibus passa no La Mole? perguntam ao motorista cego. Não! Este é via Rebouças. Responde ele. Os três descem. Entra em seguida um outro passageiro, o Caboclo Capiroba, cego, é claro, com duas malas pretas contendo material de campanha. Passa na roleta e pergunta: quer casar comigo? Não! retruca o trocador. E tem troco pra uma nota de um milhão, setecentos e dois reais? Não, estou sem troco, resmunga o trocador. Ouvindo isto, Zé se antecipa dizendo que poderia emprestar o dinheiro da passagem e entrega a ele as malas com um milhão e setecentos reais. O Caboclo cego pensando tratar-se de uma nota de dois entrega as malas ao trocador, que, marrento e bolado, fica puto com o monte de notas e joga tudo pela janela. Mas, neste hora, passavam por ali o Saci Pererê, o Papai Noel e vários duendes, todos cegos, também. Eis que as malas caem sobre o Saci que desequilibra-se e cai. Filha da Puta! Grita o perneta cego. Os duendes somem na mata e Papai Noel, atordoado, confunde o seu saco com as malas ali no chão e leva pra casa o montão de grana. O bom velhinho pega um táxi e vai embora, mas esquece o material de campanha no banco do carro. Pelé, o motorista, um negão simpático e cego de um olho, só percebe o engano quando chega em casa. Neste momento batem à sua porta, ele atende e é a Marina Magessi. A delegada cega mostra uma foto do Steve Wonder. Você conhece esta criança?… Não, não conheço, mas acabei de achar duas malas com material de campanha! A delegada, que não é boba nem nada, subitamente se apaixona pelo negão. Você quer se casar comigo? Sim. Responde o negão. E assim se casaram e viveram felizes para sempre. Moral da história: o amor é cego e em terra de cego quem tem um olho é rei.

3 Comments so far

  1. letícia (unregistered) on October 2nd, 2006 @ 2:48 am

    luiz paulo, luiz paulo…………


  2. LP (unregistered) on October 2nd, 2006 @ 3:24 am

    Ah, a insuperável realidade… que torna qualquer fantasia tão lógica, tão previsível. Como suplantar a realidade? Mas não vai dizer que não é um post tipo utilidade pública… olha o link do La mole ali, tá?


  3. Nuno Virgílio (unregistered) on October 2nd, 2006 @ 10:57 am

    Muito bom.



Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.