Carnaval – fim

“O delírio é uma tentativa de cura, de reconstrução. O sistema delirante é, na verdade, um sistema de sobrevivência.”

(Sigmund Freud)

v%20%26%20t.JPG


A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento do sonho
Pra fazer a fantasia de rei, ou pirata, ou jardineira
E tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade, sim

{nem o cheiro do xixi alastrado
nem o roxo das minhas canelas
nem o dinheiro desaparecendo
nem o fígado exigindo transplante
nem o tarado puxando meu cabelo
nem a espuma acertando meu olho
nem meus ombros prestes a descascar
nem o trânsito de arranhar a cara
nem a sujeira encruada nas minhas unhas

nada disso
importa agora.

grande ilusão, grandes delírios.

você sempre especulou sobre o fim
então, bem vindo a ele}

Eu sobrevivi ao carnaval de 2007.
E você?

3 Comments so far

  1. Pedro (unregistered) on February 21st, 2007 @ 9:50 pm

    Difícil é sobreviver à quarta-feira de cinzas…


  2. j. menezes (unregistered) on February 22nd, 2007 @ 3:16 am

    Eu tive que ir para Buenos Aires resolver uns pepinos da empresa. Aff…mas voltei a tempo de pegar a contagem das notas da escolas de samba.
    Um máximo…


  3. Gleidson (unregistered) on February 22nd, 2007 @ 8:23 am

    É Beija-Flor!! :-D



Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.