Pensei em começar com um poema

rio de
alegria e nervoso
e rio do maravilhoso
mar
que me recebe
de manhã cedo
(enquanto já rio de medo)
e sei que não há nada
que me impeça
de rir bem
longe (e rir à beça)
no ano que vem
mas, quando
o ano que vem (re)começa,
me reinvento inteiro:
rio mais do que aguento,
rio do sofrimento,
mas rio de janeiro

1 Comment so far

  1. letícia (unregistered) on September 25th, 2007 @ 1:23 am

    bem-vindo.
    (:



Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.