Archive for the ‘Eventos’ Category

Rio 2016

Rio 2016As esperanças são grandes.
Há muito trabalho a ser feito e os cariocas e todos os que amam o Rio vão acompanhar de perto.
Por exemplo, no site criado pela Prefeitura do Rio: Transparência Olímpica.

Spring: somehow, somewhere, sometime, for someone

Spring: somehow, somewhere, sometime, for someone

Corujão da poesia e da música

Outro evento com diversão garantida no Rio de Janeiro e em Niterói.

Acompanhar a programação aqui.

“E o melhor de tudo é que uma das principais finalidades do movimento é arrecadar livros para a construção de bibliotecas solidárias em pontos de extrema necessidade do estado do Rio de Janeiro.”

Feliz Natal!

Rio de Janeiro - Cartão de Natal Tropical

Rio de Janeiro - Cartão de Natal Tropical


Para todos e para todas as festas, de cristãos ou não!

Poesia numa hora destas?

O caderno “Niterói Sábado” do Globo (13/12/08), publicou, na sua capa, com prolongamento por toda a página 3, uma interessante reportagem de Paula Dias sobre algumas “rodas” de arte e poesia que ocorrem regularmente em Niterói. (Para assinantes: É só chegar e declamar.)

• ‘CORUJÃO DA POESIA’: A roda será quinzenal durante o verão. A próxima acontece no dia 15 de dezembro, a partir de 20h30m, no Bar G3. Rua 5 de Julho 301, Icaraí (Tel. 2610-5412).

“Mais do que um evento, o ‘Corujão da poesia’ já pode ser considerado um movimento. Tudo porque João Luiz de Souza, idealizador do projeto e assessor cultural da Universidade Sal­gado de Oliveira (Universo), faz da iniciativa uma oportunidade de incentivar o hábito da leitura. Após passar pela extinta livraria Ver e Dicto e pelo teatro Paratodos, em São Francisco, a roda aterrissou no G3, em Icaraí. O simpático bar de dois andares chega a receber quase 150 pessoas por edição. O próximo evento está marcado para segunda-feira (15/12/08), às 20h30min, mas quem tiver compromisso nesse horário não precisa se preocupar: a roda vai até as 3h da manhã.

– Será uma noite muito bacana, porque vamos comemorar a arrecadação de livros para a criação de bibliotecas em áreas carentes, como os morros do Estado e do Palácio, além do encaminhamento de uma média de 400 livros para os presídios de Niterói – diz Souza.

Lá, o microfone é liberado, e a platéia é protagonista. Exibições de curtas-metragens nacionais e perfor­mances teatrais também têm espaço garantido. O sucesso é tão grande que, durante o verão, o evento deixará de ser mensal para se tomar quinzenal.

– Não temos roteiro. As coisas acontecem de acordo com a chegada das pessoas e com o que elas trazem – explica Souza.”

Niterói: 435 anos, mas com um corpinho…

Estátua de Araribóia, o fundador de Niterói

Estátua de Araribóia, o fundador de Niterói

Niterói comemora hoje 435 anos de sua fundação por Martim Afonso de Souza, nome português do cacique e capitão-mor Araribóia, que ganhou nome, títulos e terras c. 1567 por sua aliança com os portugueses na expulsão dos franceses, que haviam invadido e dominado a baía de Guanabara em 1555. Em 1573, Araribóia fundou aqui a aldeia de São Lourenço.

O nome Niterói só veio em 1835 após a vila se tornar a capital provisória da província do Rio de Janeiro. Nictheroy em Tupi significa “água escondida”.

Os dados históricos podem ser lidos na Wikipedia e na página de história da cidade da Prefeitura Municipal de Niterói.
O “outro lado da baía”, como os cariocas gostam de se referir à ela, é uma cidade que atravessou várias fases e teve muitas personalidades, inclusive como capital da Província e depois Estado do Rio de Janeiro, que desfrutou por mais de um século.
A indústria naval é uma vocação desde os primeiros tempos de dominação portuguesa, mas, até pelo porte dos estaleiros, é excessivamente dependente da saúde financeira internacional e sofre abalos violentos em cada crise do petróleo. Com a atual crise financeira internacional, a cidade teme pelo futuro de seus estaleiros e também do fluxo de petróleo do norte do Estado, que passa por aqui e é outra fonte importante de arrecadação do município.
Belas praias, belas montanhas, lugares históricos e pitorescos, além da proximidade com o Rio de Janeiro, fornecem um excelente material para o desenvolvimento do turismo. Mas este parece ser um problema cultural no Brasil inteiro, pois falta infraestrutura adequada para atrair visitantes.
Niterói tem futuro. O presente não é tão ruim.
O que estamos esperando?

"Um doce balanço caminho do mar!"

Colagem de manuscritos e fotos.

Colagem de manuscritos e fotos.


A obra de Vinícius de Moraes, que faria 65 anos hoje, também é essencial para quem quer conhecer o Rio de Janeiro de longe.

Você pode começar com este post do Rio em disco.

Depois, navegue pela série de posts do Rio que mora no mar (aqui, aqui, aqui, aqui e aqui).

Depois, é sair por aí pra ver o mar…

Eternamente, no Rio de Janeiro

Outra indicação necessária para quem quer conhecer um pouco do Rio de Janeiro e não pode caminhar por suas ruas, é ouvir o que for possível de Cartola.

Um resumo em português e em inglês pode ser lido aqui: Brazil: The country pays homage to the Samba master.

Pode-se ouvir sua música em muitos sites e em páginas como esta, do Rio em disco.

Neste domingo, no Rio de Janeiro

Eventos não faltarão, como mostra esta notícia.

Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro

Começa hoje a maratona de filmes do Festival de Cinema do Rio de Janeiro.

Japão – Brasil – Japão

A carioca Joyce, compositora, cantora e embaixadora honoris causa da música do Brasil no Japão e no mundo, em seu delicioso blog outras bossas conta, em três posts, seu encontro no Rio de Janeiro com o príncipe Naruhito, segundo ela a simpatia em pessoa, durante o show no Teatro Municipal que homenageou o visitante em sua recente viagem ao Brasil pela comemoração dos cem anos da migração japonesa para o Brasil.

Vale ler e guardar com carinho:

  • eu e o Japão, Japão e eu
  • o príncipe
  • fotos prometidas
  • Se você não visitou o site da Joyce, vale a pena. Além de ouvir um pouco do que ela tem para mostrar, vai ver que ela está com a agenda cheia. Em agosto, Alborg (Dinamarca) e Rio. Em setembro, Yokohama e Tóquio (Japão). Em novembro, Madri, para o Madrid Jazz Festival (só encontrei o link para o festival do ano passado). A turnê européia de 2009 começa por Vantaa, na Finlândia, em março.

    Terms of use | Privacy Policy | Content: Creative Commons | Site and Design © 2009 | Metroblogging ® and Metblogs ® are registered trademarks of Bode Media, Inc.